Voltar •  2014   •  2013   •  2012   •  2011   •  2010   •  2009   •  
  
 
Meandro Tinto 2014
Douro Tinto

Relatório da Vindima:

Após um final de vindima de 2013 muito chuvoso, o Outono surgiu quente e seco com apenas 4 mm de precipitação em Novembro. No final do ano a chuva voltou em força e os meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro foram extremamente chuvosos – cerca de 400 mm, ou seja, um valor muito próximo da média anual desta sub-região. Neste período a temperatura foi sempre mais elevada do que o habitual o que conduziu a uma antecipação na data de abrolhamento de cerca de 15 dias em relação a 2013. Contudo, durante o ciclo vegetativo a temperatura foi mais baixa do que a média o que, associado a uma precipitação regular de Março a Agosto fez com que os níveis de stress hídrico fossem muito baixos ao longo de todo o ciclo. Assim, obtivemos cobertos vegetais densos e uma produção equilibrada, o que conduziu a uma maturação perfeita. O facto de a temperatura ser mais baixa do que o normal, permitiu uma maior eficiência fotossintética das plantas e a precocidade do abrolhamento manteve-se até à vindima. Assim, iniciamos a vindima no dia 23 de Agosto com a casta T. Amarela. Dada a homogeneidade da maturação, avançamos rapidamente para as restantes castas e por isso, quando surgiram as chuvas de meados de Setembro tínhamos já cerca de 85% da vindima concluída. O facto de no Douro Superior termos tido um ano mais fresco do que o habitual, sendo o nosso maior desafio a gestão do excesso de calor, permite-nos antever um ano de qualidade excepcional. 



Castas:

40% Touriga Nacional, 30% Touriga Franca, 20% Tinta Roriz, 5% Tinta Barroca, 3% Tinto Cão e 2% Sousâo.

 



Vinificação:

Após esmagamento as uvas passam por um choque térmico seguido de pisa a pé durante quatro horas em lagares de granito. O mosto é transferido para cubas de vinificação de pequena capacidade com controlo de temperatura. As castas são vinificadas separadamente. Este vinho estagiou em barricas de segundo e terceiro ano de 225 litros de carvalho francês Allier.

 



Notas de Prova:

Excelente cor, muito viva. Aromas florais combinados com frutos vermelhos e silvestres. Preenche a boca com notas intensas de fruta, mostrando um final de boca prolongado muito fresco e complexo.

 



 
 
 
© Quinta do Vale Meão 2017