Voltar •  2015   •  2014   •  2013   •  2012   •  2011   •  2010   •  
  
 
Meandro Tinto 2013
Douro Tinto

Relatório da Vindima:

Após a vindima, o Outono trouxe tempo chuvoso, o que permitiu atingir o final do ano com cerca de 50% da média anual de precipitação (200 dos 400mm médios), compensando assim a falta de chuva que caracterizou o resto de 2012. O início de 2013 revelou-se seco e frio, com esta situação a prolongar-se até meados de Março. Assim, tivemos um abrolhamento cerca de 15 dias mais tarde do que o normal. A chuva voltou em Março, em tal quantidade que houve, no início da Primavera, uma cheia no Douro. Os meses de Abril, Maio e Junho foram anormalmente frescos e com precipitação relativamente frequente, o que possibilitou um desenvolvimento perfeito do coberto vegetal e uma produção superior a 2012. Entramos no Verão sem qualquer tipo de stress hídrico e com temperaturas mais baixas que o normal para a época. No início de Julho, houve uma onda de calor violenta de cerca de 10 dias que, contudo, não causou prejuízos dado o equilíbrio vegetativo e hídrico alcançado. O resto do mês de Julho voltou a ser mais fresco do que o habitual, tendo Agosto trazido consigo temperaturas típicas da época estival. Esta situação possibilitou uma evolução da maturação muito equilibrada e o atraso que se verificou no período do abrolhamento continuou nos estádios fenológicos subsequentes, protelando inclusivamente a data de vindima.

 



Castas:

35% Touriga Nacional, 34% Touriga Franca, 20% Tinta Roriz, 6% Tinta Barroca, 3% Tinto Cão e 2% Sousâo.



Vinificação:

Após esmagamento as uvas passam por um choque térmico seguido de pisa a pé durante quatro horas em lagares de granito. O mosto é transferido para cubas de vinificação de pequena capacidade com controlo de temperatura. As castas são vinificadas separadamente. 

Este vinho estagiou em barricas de segundo e terceiro ano de 225 litros de carvalho francês Allier.



Notas de Prova:

Excelente cor, muito viva. Aromas florais combinados com frutos vermelhos e silvestres. Preenche a boca com notas intensas de fruta, mostrando um final de boca prolongado muito fresco e complexo. 



 
 
 
© Quinta do Vale Meão 2018